Llao Llao Hotel & Resort, Golf - Spa en patagonia Argentina

 





Mapa de buracos


Um campo com bunkers perfeitamente integrados, hazards de água e os greens, todos muito diferentes entre si, constituem um interessante e equilibrado conjunto, onde você poderá aproveitar do esporte e da paisagem em plena harmonia.

Buraco1

Buraco

1

| Par 5 | 482 Yds.



Partindo do Club House, em um tee de saída no alto de uma colina, nos encontramos com um suave dog-leg à direita, com um fairway amplo defendido por 3 cross-bunkers à esquerda, na altura de 150 jardas ao green, e uma dilatada lagoa lateral à direita, que é compartilhada com o buraco 17. Ha outro cross-bunker, umas jardas antes do estreito e ondulado green, que cobre quase toda sua frente, dificultando a quem tenta chegar até o segundo golpe. É um buraco que requer um drive de saída muito bom, preferentemente com fade, para poder abordá-lo.

Buraco1

Buraco

2

| Par 4 | 412 Yds.



Voltando novamente para o Club House, nos encontramos com o par 4, o mais longo e um dos mais difíceis. Tem um suave dog-leg à esquerda e devem superar-se dois grupos de árvores de pinho bem altos, que estão localizados a 200 jardas, aproximadamente, do tee de saída. A partir daqui, o fairway desvia para a esquerda e sobe pronunciadamente a um green abobadado e defendido na frente esquerda por um profundo bunker de areia e outro de grama. À direita, antes de chegar ao green, há uma árvore de cipreste que dificulta o segundo golpe do centro direito do fairway.

Buraco1

Buraco

3

| Par 3 | 190 Yds.



Este buraco dá começo à parte mais aberta do campo, e já aparece o hotel na nossa frente. Tem um tee de saída longo, do qual todo seu lado esquerdo limita com o fairway do buraco 10 com uma linha de arrayanes, que acaba no final do tee. Dos três Par 3 da ida é o mais difícil, sendo que não perdoa o slice, por ter o fora de limite muito próximo em toda sua banda direita; e uma grande hook pode cruzar o fairway do 10, cuja primeira parte compartilha com a deste buraco, e acaba no Nahuel huapi, que se aprecia muito bem na parte esquerda.


Buraco1

Buraco

4

| Par 4 | 288 Yds.



Depois de cruzar um tunnel que passa por baixo da estrada, chegamos a este buraco, que é o mais próximo aos jardins do hotel, onde já é possível ver em todo seu esplendor o Lago Moreno. Seu fairway caracteriza-se por ter uma pronunciada subida até o green. Sobre o lado direito  do fairway, pouco antes do green, há um grande cross-bunker. Além disso, há um grande arvoredo à direita do fairway, que quebra-se em descida, onde muito próximo aparece o fora de limite do campo

Buraco1

Buraco

5

| Par 4 | 354 Yds.



Cruzando novamente por um tunnel, chegamos a esta parte do campo, que compreende os buracos 5 a 9, desde cada um deles podemos observar toda a imponência do hotel com o Cerro Tronador por trás. Este buraco, também em subida, chega a um green bastante elevado, onde se vê claramente a outra parte do Lago Moreno. Caracteriza-se por ter à direita do fairway um grande cross-bunker na altura do drive e, a partir dele até o green, um grande campo de pastos altos, bem no estilo dos campos escoceses, que cai de forma empinada para a direita, até um cross-bunker que faz parte do buraco vizinho.

Buraco1

Buraco

6

| Par 4 | 284 Yds.



Leve dog-leg à direita. O fairway é barranca abaixo e com declive para a esquerda, que sobe no final até um green escondido levemente detrás de um grande arvoredo, que se caracteriza por seu grande balanceio. Embora o Par 4 seja o mais curto do campo, há 2 cross-bunkers na altura do drive, que por sua vez está bem defendido por outros bunkers.

Buraco1

Buraco

7

| Par 3 | 164 Yds.



Barranca abaixo com fora de limite em toda a banda direita. Estende-se a um amplo green, com grandes lombadas e bunkers de grama à sua esquerda, e outro bunker estrategicamente localizado, na beira inferior direita. Com muito vento cruzado, de direita à esquerda, chega-se a apontar o golpe quase para fora de limite. Um fade de saída pode ser uma Boa opção. Trata-se de um Par 3 para respeitar.

Buraco1

Buraco

8

| Par 4 | 347 Yds.



É um buraco com uma leve subida, que baixa nas últimas 100 jardas a um green, bastante  reduzido, e bem defendido pelas laterais. Há um cross-bunker na altura do drive à esquerda, justo onde começa o campo de pastos, que limita com o buraco 5. Evitar a lateral esquerda do fairway é a opção. É um dos poucos buracos nesta parte do campo, que não castiga tanto o slice do tee de saída.

Buraco1

Buraco

9

| Par 4 | 341 Yds.



Leve dog-leg à direita. Grande tee de saída que permite a opção de variar sua distância. Há 2 cross-bunkers sobre a lateral direita do buraco. O fairway sobe até as 200 jardas e depois desce, com um pequeno declive à direita, a um green quase transversal de esquerda à direita. Para um melhor golpe de approach, sugerimos o drive ligeiramente à esquerda do fairway, para obter maior ângulo neste difícil green.

Buraco1

Buraco

10

| Par 4 | 365 Yds.



Depois de cruzar um par de túneis, deixando para trás o Lago Moreno e o hotel, regressamos novamente ao lago Nahuel Huapi. É um dog-leg abrupto para a direita, contornando o lago em todo o seu percurso, para um green de 2 níveis, defendido por 2 bunkers na parte esquerda dele, e tem a característica de possuir um fairway bem estreito a partir das 150 jardas, com uma fileira de árvores bem altos na parte esquerda. O Par 4 é considerado o mais difícil do campo, sendo que são necessários dois golpes de muita precisão porque geralmente sopra vento para o lago.

Buraco1

Buraco

11

| Par 6 | 151 Yds.



Regressando novamente às proximidades do Club House, chegamos a este buraco, que é o mais curto do campo, embora seja requerido um golpe de saída de muita precisão desde o tee, que está localizado bem elevado e donde podemos ver sobre nossas costas, o Nahuel Huapi rodeado por seu imponente colar de montanhas. O fairway é barranca abaixo, a um green pequeno bem protegido por bunkers e com o fora de limite imediatamente detrás.

Buraco1

Buraco

12

| Par 4 | 334 Yds.



Depois de cruzar um tunnel que passa por debaixo da estrada, chegamos a este buraco, que é o mais próximo aos jardins do hotel, onde já é possível ver em todo seu esplendor o Lago Moreno. O fairway se caracteriza por ter uma pronunciada pendente para o green. Sobre o lado direito do fairway, pouco antes do green, há um grande cross-bunker. Além disso, há um grande arvoredo à direita do fairway, que se quebra de forma empinada para abaixo, onde muito próximo está o fora de limite do campo.

Buraco1

Buraco

13

| Par 4 | 288 Yds.



Depois de cruzar um tunnel que passa por debaixo da estrada, chegamos a este buraco, que é o mais próximo aos jardins do hotel, onde já é possível ver em todo seu esplendor o Lago Moreno. Seu fairway se caracteriza por ter uma pronunciada pendente para o green. Sobre o lado direito  do fairway, pouco antes do green, há um grande cross-bunker. Além disso, há um grande arvoredo à direita do fairway, que se quebra de forma empinada para abaixo, onde muito próximo está o fora de limite do campo.

Buraco1

Buraco

14

| Par 3 | 182 Yds.



Tem um tee de saída bem longo que permite jogar o buraco em diferentes distâncias. O fairway tem um notório declive para a esquerda bem como o green, que está defendido por um profundo bunker à sua esquerda e outro menor à direita. Este green com duas plataformas bem definidas é um dos mais difíceis do campo, e fazer dois putts aqui é muito bom.

Buraco1

Buraco

15

| Par 4 | 335 Yds.



Já entrando nesta seção do campo, onde os buracos se reúnem dentro de um imponente bosque de ciprestes, chegamos a este Par 4 de dois golpes, que requerem absoluta precisão, pela abundância de árvores e pela existência  de um green sobrelevado na ladeira de um cerro e defendido por dois profundos bunkers de grama, que torna difícil qualquer approach, caso não consiga manter a bola dentro dele, no segundo golpe.

Buraco1

Buraco

16

| Par 4 | 357 Yds.



Este buraco se caracteriza por ter um fairway estreito e escalonado em suave dog-leg à esquerda. Há uma subida bem pronunciada 120 jardas para o green que conecta suas duas plataformas. O tee de saída está elevado ao fairway e alinhado para as árvores da direita, requerendo-se um golpe de saída de muita precisão preferentemente um taco baixo e com draw, para manter a bola neste impressionante corredor de árvores, cujos ramos se curvam de uma maneira tal que formam uma espécie de teto, dificultando assim um golpe de saída muito elevado.

Buraco1

Buraco

17

| Par 5 | 516 Yds.



Depois da “divertida” subida do buraco anterior, finalmente nos encontramos em um fairway barranca abaixo, com um dog-leg à esquerda nas 200 jardas, onde podemos ver três cross-bunkers sobre a direita. A partir daqui, o fairway continua de forma mais plana e defendido em toda sua lateral esquerda por um fora de jogo, que limita o campo do Nahuel Huapi. À sua direita há uma lagoa que praticamente chega até o green que é longo e estreito. Recomenda-se um golpe de saída com draw, evitando os cross-bunkers para depois tentar aceder ao green preferentemente de corrida por ser livre da frente.

Buraco1

Buraco

18

| Par 3 | 220 Yds.



Para finalizar chegamos ao buraco “insígnia” do LLao LLao, onde o Nahuel Huapi se faz bem presente, quase querendo alagar o campo e formando uma baía, que deve ser sobrevoada desde um tee de saída elevado, tornando a presença do lago ainda mais intimidante. É possível ver um cross-bunker no centro esquerdo de um fairway, que está custodiado a ambos os lados por um grupo  de árvores e que sobe, além do lago, para um green amplo com um grande poço na parte superior.




Check in: CAL Check out: CAL N.Nights: N.Guest: Promo Code:
STAY & PLAY
Desfrute a Patagônia em 18 buracos. Temporada a partir de Outubro 2014.
LEADING HONEYMOON
O lugar da patagônia que renova e fascina.
LEADING SPA PLUS
Um blend especial para o corpo e a alma.
MARCA PAÍS ARGENTINA
MELHOR SKI HOTEL DA ARGENTINA
World Travel Awards
HOTEL LIVRE DE FUMAÇA
PREMIADO COM O CERTIFICADO DE EXCELÊNCIA 2014
Premiado pelo voto de milhões de viageiros na web de viagens
DISTINGUIDOS COM O PRÊMIO “Travellers Choice 2013”
Segundo as opiniões de milhões de viageiros
2012 LLAO LLAO HOTEL&RESORT SPA GOLF  |  Av. Ezequiel Bustillo Km. 25 | Bariloche | Río Negro | Argentina | (54-294) 444-5700 / 8530 |   Resenha Legal
Logos home Alvear Palace Hotel The best of Patagonia Leading spas Destino Argentina Leading golf Leading hotels of the world
Faça sua avaliação >